Acidente no Porto de Santos - Portal do Porto

Translate

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Acidente no Porto de Santos

O navio graneleiro Marcos Dias, se envolveu em um acidente no Porto de Santos. O acidente ontem (31/12/2012) por volta das 6h30, quando estava a caminho do berço 5 do terminal da Usiminas para descarregamento de 40.000 t de minério de ferro procedente de Rio de Janeiro (RJ). Segundo informações da Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP), o navio perdeu os sistemas de propulsão, governo e comunicação. Na tentativa de contornar a situação, a embarcação soltou as duas âncoras, mas uma delas não desceu.

Sem controle, abalroou com o também navio graneleiro ABML Eva sofrendo avarias na bochecha de boreste e está atracado no armazém 38 da Caramuru, depois atingiu o portêiner P4 do armazém 37 da Libra Terminais que saiu dos trilhos, está fora de operação por tempo indeterminado e as defensas, equipamentos utilizados para amenizar o atrito entre o navio e o píer de atracação. Ninguém se feriu.

Em nota, a Libra Terminais afirma que o acidente causou sérios danos ao portêiner, mas sem riscos aos trabalhadores, já que o terminal não contava com operações na ocasião da avaria.

Mais imagens sobre o acidente, clique na imagem abaixo.

Navio ABML Eva e portêiner envolvidos no acidente 

O Marcos Dias também sofreu avarias na proa no lado bombordo, e consequentemente após o acidente foi desviado para o armazém 29/30.

Segundo informações da agência marítima Orion responsável pela embarcação do navio, as 40.000 t de minério de ferro ficarão a bordo até o laudo da Autoridade Marítima.

Ainda segundo o CPSP, peritos vão reunir as informações para instaurar um inquérito que deve ser concluído até 90 dias. Como os danos aconteceram acima da linha d’água, não foram verificados riscos ambientais.

Procurada, a Praticagem de Santos também prefere a conclusão do laudo para se pronunciar.

Não é o primeiro acidente envolvendo o navio Marcos Dias. Em outubro/2012 se envolveu em outro acidente em São José do Norte (RS). Um vento de 110 km/h, fez com que o navio fosse arremessado contra o cais, causando danos na estrutura.


Fotos:

ABML Eva: Henrique Ferrinho
Marcos Dias – A Tribuna e G1 Santos


Fonte: A Tribuna e G1 Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário