Portal do Porto: Libra Terminais

Translate

Mostrando postagens com marcador Libra Terminais. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Libra Terminais. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Foto-leitor: Maipo

O nosso leitor shiplover Cid José Beraldo enviou a foto do navio porta-container Maipo, atracado em Santos no dia 06/02/2011 no terminal 35.1 operado pela Libra Terminais.

Na ocasião foi sua primeira escala em Santos, cuja atracação ocorreu no mesmo dia por volta das 04h onde fazia o serviço Asia 1 (Costa Leste da América do Sul a Asia).

O navio chegou a quebrar o recorde de maior navio em comprimento linear a escalar Santos na época, superando os navios da classe Sammax. Escalou Santos entre 2011 e 2013, sendo sua última em 05/10/2013 na Embraport-2.

Atualmente faz o serviço New Aspa Ⅱ serviço operado pela CSAV e Hamburg Süd, ligando a Costa Oeste da América do Sul, México e Ásia.


Portos do serviço New Aspa Ⅱ


China
  • Hong Kong
  • Xiamen
  • Ningbo
  • Xangai
  • Yantian
Coréia do Sul
  • Busan
México
  • Manzanillo
  • Lázaro Cárdenas
Panamá
  • Balboa
Colômbia
  • Buenavetura
Chile
  • Puerto Angamos
  • Valparaíso
  • San Vicente

Nome: Maipo
IMO: 9400083
Indicativo: A8SG7
Ano de Construção: 2011
Construtor: CSBC Corp, Taiwan – Kaohsiung, Taiwan
Armador: Southern Shipmanagement Co SA – Valparaíso, Chile
Operador: Compania SudAmericana de Vapores S.A. (CSAV) – Valparaíso, Chile
Comprimento: 305,60 m
Boca: 40 m
Calado: 14 m
Arqueação Bruta (Gross): 75.752 t
Porte Bruto (DWT): 81.002 t
Capacidade: 6.589 Teus (1.162 reefers)
Porto de Registro: Monróvia
Bandeira: Libéria


Faça como ele também, envie sua foto de alguma embarcação que registrou que postaremos aqui no blog para o e-mail shipssantos@gmail.com.


Foto: Cid José Beraldo

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Libra Terminais bate recorde sul-americano de movimentações de contêineres no Porto de Santos

A Libra Terminais, registrou um novo recorde de produtividade de movimentações no Porto de Santos.


O novo recorde é de 184,3 movimentos por hora (mph) na operação do navio Maersk Lebu realizada na última segunda-feira dia 02/06/2014 cuja atracação ocorreu no ponto 35.2. Foram no total 1.296 movimentos entre embarque e desembarque. Procedente de Algeciras (Espanha), suspendeu no dia seguinte, por volta das 05:30h com destino a Paranaguá (PR).

É mais um recorde registrado em menos de 75 dias, superando o antigo recorde de 177,8 mph realizada na operação do navio Hanjin Boston no terminal da Portonave em Navegantes (SC).

O mph é um índice para mensurar a performance de um terminal de contêineres. Ele considera os movimentos realizados pelos portêineres durante a operação do navio – o embarque de um contêiner é contado como um movimento, assim como o desembarque e a colocação e a retirada das tampas dos porões dos navios.

O navio possui 299,90 m de comprimento, 45,20 de boca e capacidade para transportar até 7.564 Teus em 1.707 tomadas refrigeradas.


Fonte: Guia Marítimo
Foto e adaptação de texto: Henrique Ferrinho - Reprodução

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Libra Terminais quebra recorde sul-americano de movimentações de contêineres no Porto de Santos

A Libra Terminais, registrou um novo recorde de produtividade de movimentações no Porto de Santos.



O novo recorde é de 176 movimentos por hora (mph) na operação do navio Maersk Lebu realizada na última segunda-feira dia 24/02/2014 cuja atracação ocorreu no ponto 35.2. Foram no total 1.309 movimentos entre embarque e desembarque. Procedente de Algeciras (Espanha), suspendeu no dia seguinte, por volta das 02:30h com destino a Paranaguá (PR).

É mais um recorde registrado em menos de 45 dias no mesmo terminal e envolvendo o armador dinamarquês a Maersk Line, superando o antigo recorde de 167,2 mph realizada na operação do navio Maersk Lavras.

O mph é um índice para mensurar a performance de um terminal de contêineres. Ele considera os movimentos realizados pelos portêineres durante a operação do navio – o embarque de um contêiner é contado como um movimento, assim como o desembarque e a colocação e a retirada das tampas dos porões dos navios.

O navio possui 299,90 m de comprimento, 45,20 de boca e capacidade para transportar até 7.564 Teus em 1.707 tomadas refrigeradas.


Fonte: A Tribuna On-Line
Foto: Henrique Ferrinho

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Libra Terminais bate novo recorde sul-americano de movimentações de contêineres no Porto de Santos

A Libra Terminais, registrou um novo recorde de produtividade de movimentações no Porto de Santos.

[gallery type="thumbnails" ids="10180"]

O novo recorde é de 167,2 movimentos por hora (mph) na operação do navio Maersk Lavras realizada na última segunda dia 17/02/2014 cuja atracação ocorreu no ponto 35.2. Foram no total 1.088 movimentos entre embarque e desembarque. Procedente de Pecém (CE), suspendeu no dia seguinte, por volta das 09h com destino a Paranaguá (PR).

É mais um recorde registrado em menos de um mês no mesmo terminal e envolvendo o mesmo armador, a Maersk Line, superando o antigo recorde de 163,8 mph realizada na operação do navio Maersk Lins.

O mph é um índice para mensurar a performance de um terminal de contêineres. Ele considera os movimentos realizados pelos portêineres durante a operação do navio – o embarque de um contêiner é contado como um movimento, assim como o desembarque e a colocação e a retirada das tampas dos porões dos navios.

O navio possui 299,90 m de comprimento, 45,20 de boca e capacidade para transportar até 7.564 Teus em 1.707 tomadas refrigeradas.

 

Foto e adaptação de texto: Henrique Ferrinho - Reprodução

Fonte: A Tribuna

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Alianca Artigas

Segue imagens do navio porta-contêiner Alianca Artigas, atracado no terminal 37M operado pela Libra Terminais em 01/02/2014 em sua primeira escala no Porto de Santos, em processo de mudança para afretamento ao armador brasileiro Aliança Navegação e Logística.

Procedente do Porto de Gibraltar, atracou dia 29/01/2014 por volta das 14h30 como “Santa Bianca”. Em 03/02/2014 fez mudança para o TECON 2 operado pela Santos Brasil onde iniciou sua primeira operação pela rota Mercosul em viagem Southbound 1S para 326 movimentos de embarque.

Suspendeu dia 04/02/2014 por volta das 14h30 com destino ao Porto de Buenos Aires (Argentina).

Outro navio que passou pelo processo semelhante foi o navio Alianca San Martin (ex-EM Psara).

Veja mais sobre a nova rota Mercosul da Aliança, envolvendo ambos os navios clique aqui.

Alianca Artigas

Alianca Artigas

Alianca Artigas

Alianca Artigas

Alianca Artigas

Nome: Alianca Artigas
IMO: 9341110
Indicativo: A8OK5
Ano de Construção: 2007
Construtor: Hyundai Mipo Dockyard Co., Ltd. – Ulsan, Coreia do Sul
Armador: Reederei Claus-Peter Offen GmbH & Co. KG – Hamburgo, Alemanha (MPC Münchmeyer Petersen Steamship GmbH & Co. KG – Hamburgo, Alemanha)
Afretador: Aliança Navegação e Logística Ltda. – São Paulo, SP – Brasil (Hamburg Südamerikanische Dampfschifffahrts-Gesellschaft KG – Hamburgo, Alemanha)
LOA: 222,17 m
Boca: 30,04 m
Calado: 12 m
Arqueação Bruta (GT): 28.616 t
Porte Bruto (DWT): 39.357 t
Capacidade: 2.824 TEU
Tomadas Reefer: 586
Porto de Registro: Monróvia
Bandeira: Libéria Bandeira da Libéria
Antigos Nomes: Santa Bianca (12/2007); Cap Bianco (02/2012) e Santa Bianca (01/2014)


Fotos: Henrique Ferrinho

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Libra Terminais bate recorde sul-americano de movimentações de contêineres no Porto de Santos

A Libra Terminais, registrou um novo recorde de produtividade de movimentações no Porto de Santos.

[gallery type="thumbnails" ids="9502"]

O novo recorde é de 163,8 movimentos por hora (mph) na operação do navio Maersk Lins realizada na última segunda dia 27/01/2014 cuja atracação ocorreu no ponto 35.2. Foram no total 992 movimentos e contou com seis ternos no primeiro período e quatro no segundo com média de 31 mph por terno.

É o terceiro recorde registrado, em menos de um mês no mesmo terminal e envolvendo o mesmo armador, a Maersk Line, superando o antigo recorde de 156,7 mph realizada na operação do navio Maersk Letícia.

O mph é um índice para mensurar a performance de um terminal de contêineres. Ele considera os movimentos realizados pelos portêineres durante a operação do navio – o embarque de um contêiner é contado como um movimento, assim como o desembarque e a colocação e a retirada das tampas dos porões dos navios.

Confira abaixo, as maiores movimentações por hora no Porto de Santos:

 

1. Maersk Lins – 163,8 mph – 27/01/2014 – Libra Terminais – 35.2

2. Maersk Letícia – 156,7 mph – 20/01/2014 – Libra Terminais – 35.2

3. Maersk Lirquen – 155,5 mph – 10/01/2012 – Santos Brasil – Tecon 2

4. Maersk Laberinto – 127 mph – 13/01/2014 – Libra Terminais – 35.2

 

Foto a adaptação de texto: Henrique Ferrinho

Fonte: A Tribuna

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Zhen Hua 25


Segue vídeo do navio Zhen Hua 25, demandando em Santos em sua primeira escala em 21/11/2011, para descarregamento de portêineres e transtêineres para a Libra Terminais.


Nome: Zhen Hua 25
IMO: 8700242
Indicativo: VRDX3
Ano de Construção: 1988
Construtor: Mitsubishi Heavy Industries Ltd. - Nagasaki, Japão
Armador: Shanghai Zhenhua Shipping Co Ltd - Xangai, China
Comprimento: 233,61 m
Boca: 44,01 m
Calado: 12,21 m
Arqueação Bruta (Gross): 38.255 t
Porte Bruto (DWT): 49.099 t
Porto de Registro: Hong Kong
Bandeiras: Hong Kong e China
Antigos Nomes: Ocean Explorer (10/1994); Bona Skipper (12/1999); Columbia Spirit (04/2005) e Yellow Sea (03/2008)

*Região Administrativa Especial de Hong Kong da República Popular da China


Vídeo: Henrique Ferrinho

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

ABML Eva - Avarias causadas pelo navio graneleiro Marcos Dias no Porto de Santos

Segue imagens do navio graneleiro ABML Eva, atracado no armazém 38 no Porto de Santos hoje (01/01/2013) após abalroamento do também navio graneleiro Marcos Dias.

O acidente ocorreu por volta das 6h30 de ontem (31/12/2012), quando demandava a Cosipa 5 operado pela Usiminas para descarregamento de 40.000 t de minério de ferro procedente de Itaguaí/RJ.

Segundo informações da Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP), o navio perdeu os sistemas de propulsão, governo e comunicação. Na tentativa de contornar a situação, a embarcação soltou as duas âncoras, mas uma delas não desceu.

Sem controle, abalroou com o também o ABML Eva sofrendo avarias na bochecha de boreste e e depois atingiu o portêiner P4 do terminal 37 da Libra Terminais que saiu dos trilhos, está fora de operação por tempo indeterminado e as defensas, equipamentos utilizados para amenizar o atrito entre o navio e o píer de atracação. Ninguém se feriu.

Em nota, a Libra Terminais afirma que o acidente causou sérios danos ao portêiner, mas sem riscos aos trabalhadores, já que o terminal não contava com operações na ocasião da avaria.

O Marcos Dias também sofreu avarias na proa no lado bombordo, e consequentemente após o acidente foi desviado para o armazém 29/30.

Segundo informações da agência marítima Orion responsável pela embarcação do navio, a carga ficará a bordo até o laudo da Autoridade Marítima.

Ainda segundo o CPSP, peritos vão reunir as informações para instaurar um inquérito que deve ser concluído até 90 dias. Como os danos aconteceram acima da linha d’água, não foram verificados riscos ambientais.

Procurada, a Praticagem de Santos também prefere a conclusão do laudo para se pronunciar.

Não é o primeiro acidente envolvendo o navio Marcos Dias. Em outubro/2012 se envolveu em outro acidente em São José do Norte/RS. Um vento de 110 km/h, fez com que o navio fosse arremessado contra o cais, causando danos na estrutura.

ABML Eva

ABML Eva

ABML Eva

ABML Eva

ABML Eva

ABML Eva

Nome: ABML Eva
IMO: 9481702
Indicativo: 9HA3041
Ano de Construção: 2012
Construtor: STX (Dalian) Shipbuilding Co., Ltd. – Wafangdian, LN - China
Armador: Augustea Atlantica S.p.A. – Nápoles, NA – Itália (Augustea Group Srl – Nápoles, NA – Itália)
LOA: 253,50 m
Boca: 43 m
Calado: 13,60 m
Arqueação Bruta (GT): 62.273 t
Porte Bruto (DWT): 106.659 t
Capacidade: 133.995 m³ (Grão)
Porto de Registro: Valeta
Bandeira: Malta Bandeira de Malta
Antigo Nome: Ince Istanbul (05/2012)


Fontes: A Tribuna e G1 Santos
Fotos e adaptação de texto: Henrique Ferrinho